Tags

, , , , ,

1 “Você junta duas pessoas que nunca foram juntadas antes. Às vezes é como aquela primeira tentativa de atar um balão de hidrogênio a um balão de fogo: você prefere cair e pegar fogo ou pegar fogo e cair? Mas às vezes funciona, e algo novo é criado, e o mundo se transforma. Então, em algum momento, mais cedo ou mais tarde, por um motivo ou outro, uma delas é levada embora. E o que é levado embora é maior do que a soma do que havia. Isto pode não ser matematicamente possível; mas é emocionalmente possível.”

2 “O amor nos provoca um sentimento semelhante de fé e invencibilidade. E às vezes, talvez quase sempre, dá certo. Nós nos esgueiramos entre balas como Sarah Bernhardt afirmava esgueirar-se entre gotas de chuva. Mas existe sempre a espada enfiada subitamente no pescoço. Porque toda história de amor é potencialmente uma história de sofrimento.”

Altos Vôos e Quedas Livres – Julian Barnes

altos voos

Aquele amor transcedental não acabará. Nele não há desistência. Não há busca. Ninguém procura nada porque já achou. Para se entregar é preciso assumir a possibilidade da perda. É preciso deixar fluir. Todo rio corre para o mar. O vento não pode ser contra, quando bagunça seu cabelo. Nem ta frio, nem ta quente, não há jogo. Olho no olho, verdade. Palma da mão em outra mão.

Aquele amor transcedental te faz melhor. Ele te da resistência. Te faz acordar mais vivo toda manhã. Te faz ficar à toa para ver o tempo. Sem medo da passagem do mesmo. Porque você se sente parte integrante do todo. O outro te integra. E você faz um arroz, bota a mesa, assume movimentos que antes nem éram seus.

Aquele amor transcedental te da colo, sem dúvida. Te da paz. Não te subestima na sua fragilidade. Te vê valorado, te ama independente. Não interrompe processo. Não vacila na dor.  Só se desmancha no outro para trocar sentimentos. Assume o desejo, assume necessidades e assume qualquer forma de amor.

Aquele amor transcendente inventa. Quer o outro perto, seja como for. Quer falar do presente. Quer dividir experiências. Quer a alegria do outro exuberante na vida real. Um amor transcendente, pode ser amigo, namorado, amante, até mesmo espírito após a morte. Ele é sobretudo amor.

Anúncios